Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

8 de Maio

O desespero entrou em mim

mas a uma velocidade alucinante

A dor era deseperadadamente intrinsica

Que triste

Que medo

 

A dor, a tristeza, o medo e o despero me anestesiara,

me envolviam como se eu nao pudesse respirar

Como as labaredas daquele fogo me rodeavam

Nao havia nada para me agarrar, salvar

As portas eram gigantes e pesadas          

e nao se abriram...

 

Como o mundo se tornou tao feio e assustador

de um segundo para outro....

Mas tanta gente me abracava e me beijava

Mas o meu corpo nao o sentia

O olhar era unico sentido

que me ajudava a memorizar

Que triste

Que medo

 

A solidao ia subido por mim como uma  nuvem negra e silenciosa

Tudo era silencio

So se ouvia as minhas lagrimas

continuas a deslizar na minha face dolorida

Mas porque? Mas porque???

A dor, a tristeza, o medo e o despero

Tudo a minha volta era negro, um negro muito escuro

e onde os atmos nao exitiam mais

O Sol tinha se escondido.

 

So Tu ali estavas calma serena e bonita

com os teus olhos fechados

Como estavas linda

A Tua Alma subia num belo dia de Primavera

colorido e iluminado

Eu Amo te para sempre

E ficaras sempre comigo

angel_staglieno

 

 

 

sinto-me: Muita saudade
música: Mae
publicado por danilein às 08:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Voltei

. 8 de Maio

. Papa

. Habitat

. Casamento

. Rocha

. S. Valentim

. Borboleta

. O Olhar

. Ha 75 anos Hitler ..........

.arquivos

. Julho 2009

. Maio 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds